......................................
VITÓRIA/E.S - BRASIL....Copyright ©  2006 - Webdesign Aloysio Boechat Zavatário - All Rights Reserved - E-MAIL:- aloysio@familiaboehat.com

ALBUM DE FOTOS DOS BOECHAT


..

FOTO Nº1 - NOVA FRIBURGO ESTADO DO RIO - BERÇO DA IMIGRAÇÃO SUIÇA E DA FAMÍLIA BOËCHAT

FOTO Nº 2 - NOVA FRIBURGO DURANTE SUA COLONIZAÇÃO. 1820 - 1830

..

NESSE LUGAR, MORRO QUEIMADO, É O PRINCÍPIO DE NOVA FRIBURGO. SÃO AS TERRAS QUE FORAM DIVIDIDAS COM OS SUIÇOS QUE CHEGARAM . 13 de janeiro de 1820 a Colônia do Morro Queimado foi elevada à categoria de vila, passando a se chamar Vila de Nova Friburgo - RJ

A cidade que conhecemos hoje como Nova Friburgo foi berço do primeiro movimento migratório organizado de europeus não-portugueses para o Brasil. A vinda de imigrantes suíços para a Colônia do Morro Queimado, onde hoje está localizada Nova Friburgo, em 1819, abriu precedentes para a vinda de alemães, espanhóis e italianos na segunda metade do século XIX.
Desde a "descoberta" do Brasil, Portugal se preocupava com o povoamento de sua maior colônia, com medo de que os espanhóis a invadissem e dela se apossassem. A colonização foi feita livremente, predominando sempre a quantidade em detrimento da qualidade, devido à necessidade de muitos braços para o trabalho na nova terra.
Já no século XIX, o Rei de Portugal, Dom João VI, querendo uniformizar o sistema de colonização do Brasil, firmou um acordo com a européia Confederação Suíça, a respeito de uma imigração de colonos suíços para aquelas terras.
Em 1818, o rei assinou o decreto que determinava a imigração suíça para o Brasil. Inicialmente, a colônia seria instalada na Fazenda de Santa Cruz, lugar encharcado e de clima quente, mas a idéia foi trocado pela Fazenda do Morro Queimado, um lugar alto e de clima frio, bem mais ameno para os suíços, acostumados com baixas temperaturas.
A Fazenda do Morro Queimado era um terreno montanhoso e pedregoso, regado pelos rios Bengalas e Cônego, que nascem dos rios Canudos e do Queimado e confluem no Rio Grande, que deságua no Paraíba. Produzia milho, feijão, trigo, centeio, batatas, frutas tropicais. De clima salubre, a temperatura chegava, no máximo, aos 19 graus no verão e caía pra apenas zero grau no inverno.
Inúmeras foram as famílias desejosas de refazer a vida no Novo Mundo: ao invés das cem famílias com oito pessoas cada que eram previstas, vieram da suíça 1083 adultos e 120 crianças menores de três anos. A eles juntaram-se outros indivíduos de outras nacionalidades, totalizando 2003 colonos. Sete navios partiram para o Brasil, em 1819. A dura viagem sepultou no Atlântico 213 imigrantes, mas nasceram também algumas crianças. Aportaram naquele mesmo ano, no Rio de Janeiro, 1682 pessoas. Várias foram as dificuldades enfrentadas pelos colonos: a configuração acidentada das terras, que conferia-lhe grande dificuldade para o plantio; o número elevado de pessoas; a deficiência das acomodações; a anarquia administrativa; e a distância da capital. Aos poucos, os colonos foram abandonando a Colônia do Morro Queimado, e outros, chegados por último, ao saberem dos problemas na colônia preferiram ficar no Rio de Janeiro. Alguns deslocaram-se em direção às nascentes, formando os povoados de Lumiar, São Pedro da Serra, Boa Esperança, Benfica e outros. Nova Friburgo ficou quase deserta. Vários indivíduos saíram da colônia em busca de terras mais férteis e de mais fácil locomoção.
A 13 de janeiro de 1820 a Colônia do Morro Queimado foi elevada à categoria de vila, passando a se chamar Vila de Nova Friburgo. O nome, de origem suíça, significa "cidade livre" e foi uma homenagem à grande maioria dos colonos vindos do cantão suíço de Fribourg. Apesar disso, a ex-fazenda continuou a sofrer um retrocesso pela falta de braços para lavoura. Dessa forma, resolveu-se enviar para Friburgo uma leva de imigrantes alemães que se achava alojada em Niterói, sem destino determinado. Cerca de 284 colonos alemãs se estabeleceram na vila, em 1824. Posteriormente, foram chegando italianos, libaneses entre outros.

ORGANIZADORES DO ENCONTRO: EDUARDO BOECHAT JUNGER LAURENTINO, BEATRIZ BOECHAT E ALOYSIO BOECHAT ZAVATÁRIO

SEGUNDO ENCONTRO EM 27 DE JULHO DE 2013 EM ITAPERUNA RJ


ESTE FOI O PRIMEIRO ENCONTRO OFICIAL DA FAMÍLIA BOECHAT

CIDADE DE ITAPERUNA RJ -02/08/2008

A PREFEITURA DE ITAPERUNA NOS PRESTOU ESTA HOMENAGEM PELA ORGANIZAÇÃO DO PRIMEIRO ENCONTRO: MARIA LUCIA BOECHAT E ALOYSIO ZAVATÁRIO BOECHAT


ORIGEM DA FAMÍLIA BOËCHAT

OSCAR BOËCHAT FILHO

(Da Revista "Desamis", de abril/julho de 1987)

Henri-Joseph Boëchat nasceu no vilarejo de Miécourt, no Jura Suíço, em março de 1774. Aos 26 anos de idade, em maio de 1800, casou-se com sua conterrânea, Marie-Marguerite Froté Boëchat, então com 19 anos. Entre 1801 e 1817 nasceram os oito filhos do casal, cinco meninos e três meninas: Jean-Conrad, François-Xavier, Marie-Catherine, Marie-Barbe, Joseph-Alexis, Marie-Cristine, Jean-François e François-Denis.
Ao se abrirem as listas para a emigração suíça com destino ao Brasil, em 1818, cerca de quinhentas famílias se inscreveram, entre as quais a família Boëchat.
Henri-Joseph e sua família deixaram Miécourt em julho de 1819, desceram o rio Reno de Estavayer-Le-Lac até Amsterdã. Poucos dias depois o embarque dos colonos no porto holandês, ainda no mar da Mancha, Marie-Marguerite sofreu aguda crise de infeção intestinal, vindo a falecer. Seu corpo foi lançado ao mar, sob tocante e emocionada cerimônia de bordo, cena que se repetia, aliás, centenas de vezes, nos sete navios que transportavam os emigrantes. Jean-Conrad, o filho mais velho, contava os 18 anos, e o caçula, François-Denis, um ano e dez meses.
Henri-Joseph e os filhos se instalaram no lote No. 59, em Morro-Queimado, Nova Friburgo, no final de 1819. Anos mais tarde tornaram-se proprietários da fazenda de Santa Rita, em São José do Ribeirão, atual distrito de Bom Jardim. Em 1859 essa propriedade foi vendida para João Erthal, quando os filhos de Henri-Joseph se transferiram para Santa Maria Madalena. A partir de 1886, com o desenvolvimento da agricultura norte-fluminense, muitos filhos e netos do patriarca Henri-Joseph buscaram as terras férteis dessa região.
Os filhos de Henri-Joseph Boëchat construíram famílias enormes - algumas com 16, 18 e mesmo 20 filhos. As gerações se multiplicaram. Os seus descendentes somam, atualmente, um número superior a quatro mil, distribuídos em vários estados, a maioria deles, porém, no Estado do Rio de Janeiro.


MAPA DA SUIÇA

O Cantão do Jura é um cantão da Suíça, na parte ocidental do país, junto a fronteira com a França. Até 1977, o território estava integrado no Cantão de Berna.O Jura é uma cadeia de montanhas culminando a 1720 m, situada ao norte dos Alpes, na França, Suíça e Alemanha.

Na França, ela cobre essencialmente a região Franche-Comté e se estende pela região Rhône-Alpes, a leste do departamento de Ain e ao noroeste do départamento da Savoie (Savóia) (chaîne de l'Epine e dent du Chat).

Na Suíça, ela cobre a fronteira oeste com a França, nos cantões de Basiléia, Soleura (Solothurn), Jura, Berna, Neuchâtel e Vaud.

A cordilheira se prolonga pela Alemanha por dois planaltos calcários de altitude modesta, o Jura suabo e franconiano, situados principalmente na Baviera.

O Jura, composto de rochas calcárias, logo geralmente porosas, retém muito mal a água no seu interior. Assim, no Jura do Vaud, com exceção do Vale de Joux, é difícil de se encontrar uma fonte d'água ou perfurar um poço. A região do Jura é, assim, pouco habitada e geralmente utilizada no verão como terreno de pasto pelos criadores da planície. Certos chalés da partie Suíça se reconverteram em restaurantes típicos.

FAZENDA BANDEIRA DE ALINTOR LEMGRUBER BOECHAT E ACÁCIA BOECHAT - VILA DE QUERENDO MUNICIPIO DE NATIVIDADE - RJ


Genealogia da Família Boechat

Contribuição de Leandro Boechat, Rio de janeiro

A Família Boechat, natural de Miécourt, no Cantão do Jura, Suíça, era uma das mais numerosas que conseguiu chegar ao Brasil. Composta originalmente por dez indivíduos, não lograria a matriarca, Marie Margueritte Thérèse Clementine Froté, pisar em solo brasileiro, perecendo no mar em 17 de setembro de 1819. Ao Novo Mundo, no entanto, chegaria o patriarca Henri-Joseph Boechat, com oito filhos que em Nova Friburgo iriam ocupar a casa 59 e o lote 64, juntamente com a família do cunhado Laurent Froté.
A exemplo de tantas outras, a família Boechat, não permaneceu longos anos nos números coloniais, deslocando-se uma parte para Barra Alegre, onde adquire terras da antiga sesmaria de Santa Rita, local provável do falecimento do patriarca, em 15 de julho de 1839, ainda na condição de viúvo, repousando seus despojos no cemitério da Serra do José de Souza. Quanto aos filhos, deixariam estes em geral, expressiva descendência.
Genealogia
Henri-Joseph Boechat nascido na Suíça em 29/031784 casa-se com Marie-Margueritte Thérèse Clementine Froté.
Filhos:
1.1. Jean Conrad Boechat nascido na Suíça em 08/10/1801. Teria se estabelecido em São José do Ribeirão.
1.2. Jean-François Froté Boechat nascido na Suíça em 19/08/1803 casando a 21/11/1842 no Brasil com Maria Francisca Zbinden, filha de Hans Zbinden e Catherine Overney.
Filhos:
1.2.1. Maria Francisca Boechat nascida em 01/03/1844.
1.2.2. José Maria Boechat nascido em 16/08/1845.
1.2.3. Francisco Boechat nascido em 19/12/1848 casado com Maria Joaquina Leimgruber, natural de Santa Maria Magdalena, filha de Frederico Leimgruber e Marianna Bourgnon, neta paterna de Ignaz Leimgruber e Luzia Hartmann e materna de Henri Bourgnon e Catherine Vernier. O casal viveu na Fazenda Córrego do Leite, no antigo território de Itaperuna.
Filhos:
1.2.3.1. Frederico Leimgruber Boechat.
1.2.3.2. Leopoldina Leimgruber Boechat.
1.2.3.3. Luzia Leimgruber Boechat.
1.2.3.4. João Leimgruber Boechat.
1.2.3.5. Idalina Leimgruber Boechat.
1.2.4. Maria Hortência Boechat nascida em 22/02/1850.
1.2.5. Henrique José Boechat nascido em 15/03/1851.
1.2.6. Eugênio Henrique Boechat nascido em 01/08/1852 casado com Ernestina Oliveira Herdy, filha de Lorenz Herde e Quenciana (ou Ponciana) de Oliveira.
Filhos:
1.2.6.1. Mírtil Herdy Boechat casado com sua prima Udivala Leal Boechat.
1.2.6.1.1. Maria Boechat nascida em 11/08/1926 casada com Alpheu Herdy Boechat.
1.2.6.2. João Herdy Boechat casado com Adelina Leimgruber.
1.2.6.2.1. Alpheu Herdy Boechat nascido em Natividade aos 11/10/1919 casado com sua prima Maria Boechat nascida em Natividade aos 11/08/1926.
1.2.6.2.1.1. Sergio Herdy Boechat nascido em 04/11/1953 em Niterói.
1.2.6.1.2. Márcia Herdy Boechat nascida em 29/03/1958 em Niterói.
1.2.6.1.3. Maria Elizabeth Herdy Boechat.
1.2.7. Bernardo Boechat nascido em 12/05/1853.
1.2.8. Julio Augusto Boechat nascido em 08/09/1854.
1.2.9. Nestor Boechat nascido em 12/12/1855 casado com a portuguesa Maria Leal.
1.2.9.1. Udivala Leal Boechat casada com seu primo Mírtil Herdy Boechat.
1.2.10. Leopoldo Boechat nascido em 09/04/1857.
1.2.11. Antonio José Boechat nascido em 18/12/1858

11- Antonio José Boechat casou com Rosalina Lemgruber Boechat ( filha de João Pedro Lemgruber Boechat e Amélia Constância Lemgruber)
11-1- José Lemgruber Boechat – casou com Geny Boechat
Família José Lemgruber Boechat e Geny Boechat

Filhos: Jose Antonio Boechat, Cirene Boechat

Jose Antonio Boechat x Clenira Gleibe Boechat

Filhos: Elaine Maria Boechat, Ana Gracia Boechat, Jose Antonio Boechat Filho, Maria do Carmo Boechat.

Elaine Maria Boechat x Marco Antonio Guedes de Oliveira
Filhos: Daniel Boechat de Oliveira e Fernanda Boechat de Oliveira

Ana Gracia Boechat x Sergio Guedes
Filhos: Lina Boechat e Túlio Boechat
Lina Boechat x Kleber Tocantins
Túlio Boechat x Thayana Araújo
Filha: Liz Boechat ( nasc. 27/11/2005 )

Jose Antonio Boechat x Regina Candeas
Filha: Lívia Boechat

Maria do Carmo Boechat x Dimá Necco
Filha: Camila Boechat

11-2- Amélia Lemgruber Boechat
11-3- Alcinda Lemgruber Boechat
11-4-Ederlinda Lemgruber Boechat
11-5- Maria Lemgruber Boechat
1.2.12. João Emílio Boechat nascido em 21/04/1860.
1.2.13. Plácido Boechat nascido em 18/02/1863.
1.2.14. Norberto Emílio Boechat nascido em 12/08/1865.
1.3. Marie-catherine Boechat nascida na Suíça em 09/07/1805 casou-se no Brasil em 06/08/1840 com Jacques Marquis, filho de Jean Marquis e Catherine Defforel. Não há referência a filhos em Nova Friburgo e certamente este Marquis terá chegado após 1819.
1.4. Joseph-Alexis Boechat nascido na Suíça em 10/07/1807 casou-se no Brasil em 28/06/1839 com Marie-Catherine (Claudine) Balmat, filha de Joseph George Balmat e Marie Barbe Marcier. Ele ainda vivia em agosto de 1869.
Filhos:
1.4.1. Francisco Felipe Boechat nascido em Nova Friburgo aos 21/04/1840 casado com Maria Hortência Jaccoud nascida aos 25/07/1843 filha de Vicent Jaccoud e Marie Catherine Balmat, neta paretna de Jacques Jaccoud e Anne (Nannete) Esseiva e materna de Joseph Balmat e Marie Mercier.
1.4.1.1 Emílio Afonso Boechat nascido em 02/04/1862 em São José do Ribeirão, casado com Elvira Armontina Jaccoud, filha de Pedro Augusto Jaccoud e Elvira Olívia.
1.4.1.1.1. Hugo Boechat nascido em Alegre-E.S. aos 14/07/1893.
1.4.1.2. Felipe Oscar Boechat nascido em 21/04/1864.
1.4.1.3. Carlos Eduardo Boechat nascido em 06/04/1865.
1.4.1.4. Eugenio Theófilo Boechat nascido em 07/02/1867.
1.4.1.5. Julio Augusto Boechat nascido em 12/02/1870.
1.4.1.6. Nicanor Archimedes Boechat nascido em 15/02/1871.
1.4.1.7. Clotildes Izabel Boechat nascida em 04/07/1873.
1.4.1.8. Arthur Agenor Boechat nascido em 13/07/1877.
1.4.1.9. Diamnntina Boechat data de nascimento desconhecida.
1.4.2. Maria Hortência Boechat nascida em 08/03/1842 casada em Nova Friburgo 18/05/1858 com Carlos José Serpa, natural do rio de janeiro e radicado no Engenho Velho.
1.4.3 José Eugenio Boechat nascido em 15/10/1844 casado aos 17/12/1867 em S.S. do Alto com Maria Clemência Poubel, filha de Pierre Etienne Poubel e Marie Josette Robert.
1.4.3.1. Eugênia Cantídia Boechat nascida em 28/04/1869 em São José do Ribeirão. Terá se casado com o português Luiz Corrêa da Rocha.
1.4.3.1.1. Péricles Boechat Corrêa da Rocha.
1.4.3.1.2. Olga Boechat Corrêa da Rocha.
1.4.3.1.3. Edith Boechat Corrêa da Rocha.
1.4.3.1.4. Odete Boechat Corrêa da Rocha.
1.4.4. Eduardo Victor Boechat nascido em 24/03/1846. Teria se casado com Maria Carlota Emilia Stutz nascida em 16/06/1861, filha de Joseph Stutz e Margareth Caesar.
1.4.4.1. Nelson Boechat casado com sua prima Leopoldina Stutz, filha de Valentin Stutz e Margareth Emmerich.
1.4.5. Adelaide Boechat nascida em 24/08/1848. Teria se casado com o italiano Francesco Guariglia.
1.4.5.1 Humberto Guariglia.
1.4.6. Julio Henrique Boechat nascido em 1850. Residente em grande parte de sua vida em São José do Ribeirão. Teria se casado com Olívia de Sá.
1.4.7. Pedro Juliano Boechat nascido em 03/06/1851.
1.4.8. Nestor Emílio Boechat nascido em 23/08/1855.
1.4.9. Eufrásia Carolina Boechat nascida em 13/03/1858 e falecida em 13/03/1937 de moléstia cardíaca não especificada. Casada com Manuel Alves de Barros, português, ele falecido em 09/03/1915.
1.4.9.1. Álvaro Alves de Barros, falecido de febre amarela em 29/03/1897.
1.4.9.2. Astrogildes Nestoria Alves de Barros, casada com seu primo Carlos Eduardo Balmat Tribouillet no Rio de janeiro. Falecido em 06/01/1940 de uremia fulminante.
1.4.9.2.1. Rachel de Barros Tribouillet.
1.4.9.2.2. Helena de Barros Tribouillet.
1.4.9.3. Manoel Alves de Barros Júnior falecido de arteriosclerose cardíaco-renal em 01/01/1934. Cassado com Alcina Goulart.
1.4.9.4. Abelardo Alves de Barros casado com sua prima Hercilia Balmat tribouillet.
1.4.9.5. Isaura Emília Alves de Barros casada com César Monteiro Júnior.
1.4.9.6. Maria José Dietrich Boechat.
1.5. Marie-Barbe Boechat nascida na Suíça em 15/07/1808. Casada no Brasil em Cantagalo aos 21/02/1843 com François Reloge, também de Miécourt, filho de Joseph Reloge e Madeleine “Bonvalet”. Trata-se de um imigrante tardio. O casal em 1856 habitava o arraial de Santa Maria Magdalena.
1.6. Marie-Christine Boechat nascida na Suíça em 15/06/1812 casou-se no Brasil com François-Xavier Poubel, separando-se em 1869 por iniciativa da esposa.
1.6.1. Francisco Marcelino Boechat Poubel nascido em 06/04/1840 e batizado em 13/01/1842 em Cantagalo.
1.6.2. Maria Luiza Boechat Poubel nascida em 08/06/1841 e batizada em 13/01/1842 em Cantagalo.
1.6.3. Julio Casemiro Boechat Poubel nascido cerca de 1846.
1.6.4. Amélia Constancia Boechat Poubel nascida cerca de 1848. Casada com Pedro Leimgruber, filho de Frederico Leimgruber e Marianna Bourgnon.
1.6.5. Eduardo Eugênio Boechat Poubel nascido cerca 1856.
1.6.6. Francisco Xavier Boechat Poubel Filho nascido cerca 1857.
1.6.7. Ernesto Boechat Poubel nascido cerca 1861.
1.6.7. Augusto Eugênio Boechat Poubel nascido cerca 1862.
1.7. François Xavier Boechat nascido na Suíça em 11/07/1814. Casou-se com Maria Francisca Boëchat Teria se radicado em Santa Maria Magdalena. Filhos: Eduardo e Arthur - 1.7.1 . Eduardo Boechat casou-se com Emília Stutz Boechat Gerhardt. Filhos:
Eugênio, Dolores, Ernesto, Júlio Osório, Nélson. No 2º matrimônio de Emília casou-se com Henrique Gerhardt ( após a morte de Eduardo) Filhos: Licio, Arnaldo, Humberto, Luís (Lulu
1.7.1.1.Eugênio Ermelindo Boechat, nascido em Friburgo, RJ, em 27/09/1885, casado com Júlia Stutz Boechat. Radicado em Alto Jequitibá MG. Filhos: Nadyr, Iza, Jacyr, Waldyr, Lair, Nilzo.
1.7.2. Arthur Boechat nasceu em 1873, em Santa Maria Madalena- RJ e faleceu em 1939, em Itaperuna RJ. Casado com Ernestina Lengruber Boechat. Filhos: Osvaldo Boechat,. Acácia Boechat,. Dário Boechat,. Carmem Boechat,. Yolandino Boechat e Orides Boechat
1.7.1.2. Júlio Osório Boechat casou-se com Zulmira Stutz Boechat. filhos .Onézio,Genézio, Eduardo, Jair,Eurides, Néria, Juracy, Judith.
1.7.1. 3. Nelson Boechat casou-se com Leopoldina Stutz
Filhos: Odilon, César, Dário, Nadir, Geni e Nelson Boechat Filho
1.7.1.1. Nadir Boechat Neves - casada com Ildemário Boechat Neves
1.7.1.1.1. Filhos do casal: Weber, Ivonete, Wilson, Walter e Hélio
1.7.1.1.1.2. Walter Boechat Neves casou-se com Maria Luiza Eller Neves
1.7.1.1.1.3.1.. Filhos de Walter e Maria Luiza: Gisele, Eliana e Marcelo.
1.7.1. 4. Ernesto Boechat casou-se com Felizarda Tardem
Filhos:. Artidêmia Boechat, Clério Boechat, Rubens Boechat e Valdemar Boechat
1.7.1.5. Dolores Boechat casada com Emilio Olimpio Erthal
Filhos: Ernestina, Trajano, Luiz Augusto, Orlando, Ernani,, Emílio e Maria Emília
1.8. François-Denis Boechat nascido na Suíça em 09/10/1817 casou-se provavelmente em Santa Maria Magdalena com Ana Carolina (Genilloud?). Ao menos seis filhos curiosamente utilizando um dos pré-nomes do pai como sobrenome.
1.8.1. Inácio Diniz Boechat.
1.8.2. Eduardo Dinis Boechat.
1.8.3. Laurentino Constancio Diniz Boechat.
1.8.4.Valdevino Diniz Boechat.
1.8.5. Venâncio Diniz Boechat.
1.8.6. Francisco Diniz Boechat.


Colaboração de: Alvaro Francisco Barata Boechat

Documento tirado do original escrito pelo patriarca Henri-Joseph Froté Boëchat

ORIGINAL E TRADUÇÃO

Nº. DE VISITANTES : Hospedagem de site

LIVRO DE VISITAS - Nº 1

LIVRO DE VISITAS - Nº 2


relojes web gratis


BRASÕES DE VÁRIAS REGIÕES DA SUISSA

...

 

Henri-Joseph Froté Boëchat e Marie-Marguerite Froté Boëchat

François-Xavier Froté Boëchat

RAMIFICAÇÃO MINS GERAIS E RJ

Jean-François Froté Boëchat

RAMIFICAÇÃO ESTADO DO RIO

Jean-Conrad Froté Boechat
Marie-Marguerite Boechat (faleceu viagem)
Marie-Marguerite Boechat (faleceu na viagem)

Jean-François Froté Boëchat

RAMIFICAÇÃO ESTADO DO RIO

ARY BOECHAT

Colaboração de Rosamelia Boechat Boechat- NITEROI RJ

ARTHUR BOECHAT

Colaboração de Deborah Boechat - NITEROI RJ

....ALINTOR LEMGRUBER BOECHAT

COLABORAÇÃO DE VERA LUCIA BOECHAT - NITEROI - RJ

CLODOMIRO LENGRUBERBOECHAT (milote)

Colaboração Camila Castro Boechat - RIO DE JANEIRO

LEONIDAS DINIZ BOECHAT

Colab. Denize Boechat- CACHOEIRO DO ITAPEMIRIM - ES

NICANOR BOECHAT E DORVINA LEIMGRUBER BOECHAT

Colaboração de Juliana Boechat NITEROI RJ

CLÉRIO BOECHAT

Vivian Paula Lopes Boechat da Cruz-Itaperuna - RJ

ANTONIO BOECHAT E ALMIRA TINOCO DE REZENDE BOECHAT

Colaboração de Celeide Boechat - GOV VALADARES - MG

JOSÉ LEMGRUBER BOECHAT E GENY BOECHAT

COLAORAÇÃO DE ANA GRACIA BOECHATt - ITAPERUNA RJ

HENRIQUE JOSÉ BOECHAT

Colaboração Rogéria Cerqueira Boechat - LAGINHA - MG

MARIA BOECHAT POUBEL

COLABORAÇÃO DE FLAVIO BOECHAT POUBEL - R J

OSCAR LEIMGRÜBER BOECHAT

Colab: Sheila Marilia Boechat - RIO DE JANEIRO

MARIA HORTÊNCIA BOECHAT e

JEAN NICHOLAS ALT

Amélia Boechat ( Miluca) e Izidio Mury

COLABORAÇÃO DE VALESKA MURY DE OLIVEIRA - S.PAULO

GERÇON TEIXEIRA BOECHAT

COLABORAÇÃO DE MARIA LÚCIA BOECHAT

GRIMALDO TEIXEIRA BOECHAT

COLABORCICILIA E ANA PAULA BOECHAT

Fraancisco Balbi di Valeriano Neto

COLABORAÇÃO DE IRANY BOECHAT

JULIO AUGUSTO LENGRUBER BOECHAT

COLABORAÇÃO: LUCILIA BOECHAT

ADEMAR TEIXEIRA BOECHAT ( MARINHO )

Colaboração de Maria Lúcia Boechat ITAPERUNA RJ

François-Xavier Froté Boechat

RAMIFICAÇÃO MINAS GERAIS

 

ÁLBUM DE FOTOS FAMÍLIA BOECHAT ZAVATÁRIO

SITE ALOYSIO ZAVATARIO BOECHAT

SITE DE WALTER BOECHAT ZAVATARIO

BIOGRAFÍA E OBRAS DE

ANTONIO ZAVATARIO E NADYR BOECHAT ZAVATARIO

FAMÍLIA STUTZ

FAMÍLIA RESENDE

* ATENÇÃO *

Este site será melhor visualizado
na resolução 1024 X 768

FOTOS DA SUIÇA MODERNA

SOM

 

Vitória /ES -

Mensagem original
De: SABRINA
Para: boechat@aloysiozavatario.com
Enviado: Sexta-feira, 16 de novembro, 2007 1:11 PM,
Assunto: Catherine Boechat

Hello,

I currently manage a building in Boston Massachusetts USA and we have a big beautiful stained glass window at our front entryway that reads “In Memoire de Francois et de Catherine Boechat” I’ve decided to try and find more information about the glass on my spare time and I came across your website. I was wondering if the Catherine Boechat might be connected in some way to the one listed on your site. Do you know if the family donated a glass window in memory of her to a church? I’ve attached a photo of the glass to this email. Any insight that you may have might help with my curiosity. Thank you for your time.

TRADUÇÃO:
Olá,

Administro um edifício atualmente em Boston, Massachusetts, E.U.A. e nós temos uma grande e bonita janela de vidro com pinturas, em nossa entrada principal, onde se lê: "Em Memória de François e de Catherine Boechat". Decidi tentar achar mais informações sobre o vitral em meu tempo livre e encontrei o seu site da Web. Gostaria de saber se Catherine Boechat poderia estar relacionada, de algum modo, a alguém listado em seu site. Você sabe se a família doou uma janela de vidro em memória dela para uma igreja? Anexei uma fotografia do vitral a este e-mail. Qualquer informação que você tiver poderá ajudar a minha curiosidade. Obrigado por seu tempo.
Cordialmente,
Sabrina

(Tradução: Walter Boechat Zavatario)

Esta é a foto do Vitral Em Memória de François e de Catherine Boechat". em Boston, Massachusetts, E.U.A.

FRANCISCA MARIA BOECHAT ( 1884 ) casada com Jean-François Froté Boechat


BRASÃO DE MIÉCOURT SUISSE


ROBERT E SUSANNE BOECHAT - SUISSE

BOECHAT RESIDENTE NA SUIÇA, MARCOU PRESENÇA NO PRIMEIRO ENCONTRO DA FAMÍLIA BOECHAT


JORNALISTA RICARDO BOECHAT


HOMENAGEM

ACÁCIA BOECHAT BOECHAT

NASCIDA EM 5/11/1946 E FALECIDA EM 14/06/2012


NADYR BOECHAT ZAVATÁRIO.

MINHA SAUDOSA MÃE. { ALOYSIO )


CLÉRIO BOECHAT DE OLIVEIRA, FALECIDO AOS 96 ANOS NO DIA 28 DE JUNHO DE 2010

ERCILIA ALVES BOECHAT ( falecida )


ROSALINA BOECHAT ( falecida )

HOMENAGEM DE MARIA LÚCIA BOECHAT AO SEU IRMÃO VALTINHO

ARÉZIA (MÃE) NASCIDA EM 06/09/1935 E FALECIDA EM 17/05/2011 -

ALTER TEIXEIRA BOECHAT (TININHO ) NASCIDO EM 31/12/1931 FALECIDO EM 29/06/2011

ANTONIO BOECHAT PAI DE BEATRIZ BOECHAT

Falecido em:

IDALINA BOECHAT MÃE DE BEATRIZ BOECHAT

Falecida em :


MEMORIAL AOS IMIGRANTES EM BOM JARDIM - RJ

Colaboração de: Alvaro Francisco Barata Boechat


   

Copyright ©  2006 - Webdesign Aloysio Boechat Zavatario - All Rights Reserved